WILLIAMS: Tudo o que precisas saber antes do início da temporada

POSTED BY Ruben Manha Setembro 13, 2020 in Fórmula 1
Post thumbnail

Com o lançamento da iteração mais recente da série de F1 produzida pela Codemasters dia 10 de Julho, começamos a caminhar a passo cada vez mais rápido para o início de mais uma temporada na PTRL. Doze rondas que irão colocar à prova os nossos pilotos, naquela que será a quinta temporada da divisão de topo da PTRL.

Estreantes promissores, veteranos que mostram ainda estar aqui para “as curvas” (e retas) e pilotos que têm a oportunidade de aprender imenso e dar-nos algumas surpresas.
No entanto, antes da ação em pista dia 13 de Setembro, no circuito de Spa-Francorchamps, no GP da Bélgica, iremos olhar para os line-ups que cada equipa apresentou durante o preparar da nova época.

Gonçalo Beato

Gonçalo Beato começou a época dando bons sinais, apesar da qualificação fora do Top 10, opta pela estratégia reversa e consegue um muito bom arranque, passando ainda pela liderança devido à diferença de estratégia, porém o seu ritmo natural de corrida apenas lhe permitiu conseguir o oitavo lugar.

Em Montreal apesar de uma boa qualificação uma perda de controlo logo na primeira volta acaba no muro, mas seguindo para o GP da China, Beato consegue mais uma boa corrida com o oitavo lugar. Esse foi o início de uma série bastante consistente, em que logo na ronda seguinte conquista o melhor resultado da época, no difícil circuito citadino de Baku, sendo sétimo, seguido de nono na Hungria, oitavo em Espanha, nono no Japão e décimo na Austrália.

Infelizmente para o piloto, essa seria a última ocasião em que chegaria aos pontos, com resultados fora do Top 10 no Barém e EUA, e o abandono na Alemanha, em que perde o controlo na saída da curva 1, e o violento impacto com o muro impossibilitou o seu Racing Point de continuar em prova. Termina assim o seu campeonato em décimo primeiro, a três pontos do rival à sua frente.

José Marques

José Marques qualificou-se para a Liga Ultimate através da temporada encurtada da Liga Pro, mas a sua campanha dominante chamou a atenção de muitos no paddock PTRL.

Dominou grande parte do GP da China, mas um Safety car no final da corrida adiou a mesma o suficiente para os intermédios deixarem de funcionar e Marques é apenas batido por Danny Devito, o único piloto a aproveitar o SC para ir à via das boxes colocar pneus de pista seca.
Mais uma vez foi dominador em Abu Dhabi, vencendo confortavelmente a corrida, partindo de pole e liderando todas as voltas.

Infelizmente em Singapura uma escolha estratégica errada negou-lhe a vitória, sendo batido por Hugo Braga, e em espanha tem de se contentar com o segundo posto, após um erro em condições de chuva intensa.

O que esperar?

É fácil perceber a aposta da Williams nesta dupla de pilotos. Apesar do risco e das questões em torno da chegada de Marques e de como será a sua performance comparativamente á dos novos rivais, se a aposta se revelar correta, a Williams poderá então ser uma séria candidata a Top 5 nos construtores.

Podem acompanhar a ação em pista dia 13 de Setembro no canal da Twitch da RTP Arena com a transmissão da ronda inaugural, o Grande Prémio da Bélgica.

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *