ALPHA TAURI: Tudo o que precisas saber antes do início da temporada

POSTED BY Ruben Manha Setembro 11, 2020 in Fórmula 1
Post thumbnail

Com o lançamento da iteração mais recente da série de F1 produzida pela Codemasters dia 10 de Julho, começamos a caminhar a passo cada vez mais rápido para o início de mais uma temporada na PTRL. Doze rondas que irão colocar à prova os nossos pilotos, naquela que será a quinta temporada da divisão de topo da PTRL.

Estreantes promissores, veteranos que mostram ainda estar aqui para “as curvas” (e retas) e pilotos que têm a oportunidade de aprender imenso e dar-nos algumas surpresas.
No entanto, antes da ação em pista dia 13 de Setembro, no circuito de Spa-Francorchamps, no GP da Bélgica, iremos olhar para os line-ups que cada equipa apresentou durante o preparar da nova época.

Pedro Sousa

Pedro Sousa é dos pilotos mais consistentes do pelotão. Raramente comete erros e é muito difícil de fazer desaparecer dos espelhos dos adversários, conseguindo acompanhar qualquer piloto, e o seu palmarés fala por si (treze pódios e apenas um DNF em todas as corridas disputadas ao longo de quatro épocas). Infelizmente para o piloto, acompanhar não é o mesmo que bater os rivais. Pedro Sousa ainda não conseguiu vencer um Grande Prémio na PTRL.

Vindo de uma segunda temporada bastante forte, em que apenas falhou o pódio em duas corridas, inicia a campanha passada com a conquista do terceiro posto ao aproveitar um pião de João Magalhães no GP do Reino Unido, seguido de três corridas consecutivas que resultaram no quarto lugar, antes de estar perto da vitória em Budapeste, em que a sua condução consistente permitiu evitar os erros em condições de chuva, mas não foi o suficiente para bater Magalhães. Espanha seria certamente uma boa corrida, mas um erro de cálculo de um dos Renault acaba num ligeiro toque na traseira do Mercedes de Sousa, mas que foi suficiente para, no caos da primeira volta, atirar Sousa contra o muro resultando em dano terminal.

Sousa consegue voltar á forma de sempre logo a seguir em Suzuka, onde conquista mais um quarto lugar, e após a pior posição em que terminou corrida com o quinto posto no Barém, volta aos pódios no GP da Alemanha, em que estaria em posição de vencer não fosse um pouco característico erro ver-lhe ser atribuída uma penalização de três segundos, e acaba por ficar pela terceira posição, antes de fechar a época com mais um quarto lugar nos EUA, terminando uma campanha em que é quarto na tabela de pilotos a quatro pontos do terceiro posto.

Carlos Eduardo

Carlos Eduardo também não é estranho ao pódio da PTRL conquistando um dos degraus por quatro vezes. Porém, tal como o seu colega de equipa ainda não venceu, e na temporada anterior mostrou algumas dificuldades em acompanhar a nova concorrência.

Apenas na quarta ronda do campeonato conseguiu conquistar pontos com o nono lugar em Baku, que repete passado duas corridas no GP de Espanha. Tem um deslize em Suzuka e não consegue evitar terminar fora dos pontos de novo, mas consegue recuperar bem e atinge o melhor resultado da temporada com sétimo em Albert Park, mais um nono posto no Barém, marcando a primeira vez que pontua em corridas consecutivas, mas termina a época com um abandono na Alemanha antes de uma corrída difícil nos EUA, em que termina em décimo primeiro.

O que esperar?

Esta dupla dá garantias de melhores resultados certamente que os obtidos na temporada passada, com a consistência de Sousa e a oportunidade de Eduardo de aprender com o líder da equipa. Veremos se Sousa conseguirá finalmente subir ao topo do pódio, e se Carlos Eduardo consegue encontrar um novo ritmo competitivo que lhe permita complementar da melhor forma o esforço da escuderia italiana.

Podem acompanhar a ação em pista dia 13 de Setembro no canal da Twitch da RTP Arena com a transmissão da ronda inaugural, o Grande Prémio da Bélgica.

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *