Superado no GP da França, Bottas diz que Hamilton “não é imbatível”

Finlandês da Mercedes voltou a ser batido pelo companheiro britânico na corrida disputada em Paul Ricard neste domingo

Valtteri Bottas até superou Lewis Hamilton nos dois últimos treinos livres para o GP da França da Fórmula 1, mas foi batido pelo companheiro na sessão classificatória no sábado. Na corrida deste domingo, o finlandês tentou cumprir a promessa de atacar o pentacampeão na primeira curva em Paul Ricard, mas o britânico saltou melhor e não foi ameaçado rumo à vitória na etapa francesa.

Apesar de ter perdido outra batalha interna da Mercedes, o vice-líder do campeonato mundial negou que o título já esteja nas mãos de Hamilton: “Ele não é imbatível. Eu sei disso. Eu só preciso trabalhar duro”.

O finlandês também fez uma análise geral da prova em Paul Ricard. “A largada era a melhor aposta para mim”, disse Bottas. “Mas no fim, Lewis foi mais rápido e eu não consegui igualar o ritmo dele”.

O piloto do carro #77 disse que precisa verificar como o companheiro o superou com tamanha facilidade: “É algo para dar uma olhada antes da próxima corrida. É importante entender no que ele foi melhor”.

“Eu preciso dar uma olhada na corrida, porque ele foi muito forte e consistente”, completou o finlandês, que chegou a superar o pentacampeão em algumas batalhas no começo da atual temporada. De todo modo, Hamilton amplia a vantagem sobre o companheiro no mundial de pilotos: agora, a diferença entre a dupla da Mercedes é de 36 pontos.

Imbatível?

Apesar de Bottas não considerar Hamilton imbatível, o inglês tem tudo para se tornar o maior recordista de vitórias da F1. Confira como a coroa de maior vencedor da categoria passou de mão em mão desde o início, em 1950.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *