Um Mónaco com tudo e mais alguma coisa!

Lewis Hamilton conquistou o Grande Prémio do Mónaco com uma grande exibição do piloto britânico.

A corrida teve um início bem interessante que foi crucial para todo o resto do Grande Prémio.

Charles Leclerc, que arrancou de P15, teria que escalar pelo grid intermédio para chegar aos primeiros lugares e lutar com os seus maiores rivais. Na Rascasse, Charles Leclerc faz uma manobra arrisca em Romain Grosjean e tudo corre bem. Quando tenta fazer a mesma manobra em Nico Hulkenberg os carros tocam-se e o piloto monegasco tem um furo. O piloto ainda tentou voltar à corrida mas a volta que deu com o pneu furado espalhou detritos pela pista o que gerou um safety car. O carro número 16 de Charles sofreu danos no fundo plano e o piloto acabou mesmo por se retirar.

Este safety car preparou uma das melhores corridas de Lewis Hamilton. O piloto colocou pneus médios na volta 11 enquanto Max Verstappen, Sebastian Vettel e Valtteri Bottas colocaram compostos duros. Na saída das boxes, Max recebeu uma penalização de 5 segundos por embater em Valtteri Bottas na saída das mesma. O piloto finlandês teve um furo e teve que voltar a parar.

Hamilton fez 67 voltas com pneus médios! O piloto da Mercedes sofreu pressão durante toda a corrida por parte de Max Verstappen. Vettel, numa corrida de paciência e de consistência, vinha logo atrás à espera de um erro de quaisquer dos pilotos e toda a gente não esperava que os médios de Lewis Hamilton resistissem até ao fim da corrida.

Com a penalização de Max, o piloto cruza a meta em segundo lugar mas cai para quarto atrás de Valtteri Bottas mas à frente do seu colega, Pierry Gasly, que não tinha capacidade de lutar com os 4 da frente mas que ainda conseguiu o ponto extra da volta mais rápida.

Carlos Sainz teve um bom inicio de corrida, ganhou muitas posições e cruzou a meta em sexto lugar. A ser o “melhor dos outros”. Logo atrás acabaram os dois Toro Rosso com Kvyat em sétimo e Albon em oitavo. Um bom fim de semana para a Toro Rosso.

O vencedor do Grande Prémio do Mónaco de 2018 acabou este ano em nono lugar. Daniel Ricciardo não conseguiu fazer melhor com o seu Renault. Para acabar o top 10 vem Romain Grosjean. Uma boa exibição depois de ter ficado de fora na Q2.

No fim do dia, Vettel conseguiu o melhor resultado pessoal e da Ferrari em 2019. Um segundo lugar que quebra a sequência de dobradinhas da Mercedes. Hamilton com uma exibição fantástica aumenta a sua vantagem para Bottas no campeonato de pilotos.

Next stop: Canadá

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *